quarta-feira, 16 de junho de 2010

Arritmia cardíaca do Boxer

Magda torcendo pelo Brasil na Copa!
A Magda é uma cadela da raça Boxer, que está prestes a completar 11 anos de idade, portanto, uma idosa. A Mag, como normalmente é chamada pelas pessoas da casa, com essa aparência forte e saudável, sofre de uma doença cardíaca grave. Há cerca de 1 ano, ela começou a sofrer desmaios freqüentes, geralmente relacionados a momentos de “estresse”. O primeiro episódio foi durante uma briga com uma outra cachorrinha da casa, a Pik. No início achei que tivesse sido um caso isolado, pois realmente durante uma briga os ânimos se exaltam muito, e ela já com idade...Com o tempo as crises começaram a se repetir e o período entre elas ficou cada vez menor. Aí já não precisava mais nenhum grande estresse, qualquer corrida ao portão para latir ou alegria por ver algum “humano” da família, já era o suficiente para a Mag cair no chão inconsciente. Ela emagreceu e ficou bastante abatida. O eletrocardiograma confirmou a suspeita de diagnóstico de arritmia cardíaca. Neste caso, uma doença específica da raça, em que não há alteração cardíaca radiográfica. A arritmia cardíaca do Boxer não tem cura, mas as crises podem ser controladas. Mesmo com o tratamento há um risco de morte súbita. Hoje em dia a Magda recebe medicação diariamente e nunca mais teve nenhum desmaio. Recuperou o apetite, voltou ao peso normal e continua sendo a minha Boxer alegre e louquinha de sempre.
O importante dessa história é mostrar que devemos pensar bem antes de adquirir um animal, pois aquele filhotinho lindo e saudável vai crescer e ficar velho. Com a idade podem surgir problemas de saúde que exigem uma dedicação maior do proprietário. Temos que estar dispostos a assumir os animais que adotamos ou compramos por toda a sua vida, incluindo custos e cuidados especiais. Com certeza vale muito a pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário